Gordinha vence competição para modelo com ironia a organizadores

Revoltada com posições da grife norte-americana American Apparel (que já divulgou que pessoas acima do peso não são seu público-alvo), Nancy Upton, uma texana acima do peso, resolveu protestar de forma bem humorada. Pediu ajuda a um amigo fotógrafo e fez um ensaio sensual com direito a poses ousadas e muita comida em cena. O resultado você vê nas fotos, retiradas de um blog da moça. Além de posar comendo, Nancy também concorreu no site da própria grife em concurso aberto ao público para eleger uma garota-propaganda da marca – e venceu a disputa

Indignada com uma competição online promovida por uma grife americana para eleger a mais bonita gordinha, a americana Nancy Upton resolveu protestar aderindo ao concurso.

Suas fotos, no entanto, a mostravam com vários tipos diferentes de comidas e molhos, acompanhadas de sua auto-descrição: “Eu simplesmente não consigo parar de comer”.

Em uma das imagens, ela aparece cobrindo sua genitália com uma torta. Em outra, está numa banheira, imersa em um molho para salada com maionese. De camisa branca molhada e luvas negras, aparece em outra foto devorando pedaços de frango.


O protesto bem humorado teve uma repercussão inesperada e a levou a ser escolhida de longe como a gordinha mais sexy pelos visitantes do site da grife American Apparel.

Humilhação
A empresa oferecia à vencedora uma sessão exclusiva de fotos, mas Upton diz não estar interessada no prêmio.

“Senti que o concurso era insultante e humilhava as mulheres gordinhas”, afirmou ela à BBC Brasil, por e-mail.

“Para mim, o concurso dizia que uma mulher gorda nunca poderia ganhar um emprego regular de modelo ou uma competição de beleza. Insinuava que uma mulher de tamanho grande não pode ser notada por seus próprios méritos sem a ajuda ou a direção de um produto ou uma companhia”, observou.

Segundo Upton, ela resolveu protestar para mostrar “a contradição de uma empresa que tem repetidamente mostrado as mulheres como objetos tentando jogar a carta do ‘somos todos iguais e bonitos'”.

Melhor bumbum
A American Apparel, que anteriormente já havia promovido em seu site enquetes como “o melhor bumbum”, lançou a competição para modelos gordinhas na semana passada, para promover o lançamento de sua coleção em tamanhos grandes.

A repercussão do protesto surpreendeu Upton. “Pensei que talvez algumas pessoas tirariam sarro da minha barriga gorda na internet e que talvez alguns amigos poderiam se divertir comigo”, observa.

Ela diz que nem mesmo esperava que a American Apparel fosse aceitar sua entrada na competição, já que a empresa tinha a palavra final para a aprovação de cada perfil das candidatas expostas.

“Isso quer dizer que eles olharam o meu perfil, ou nem olharam, e decidiram que podia ser colocado no site deles. Desde então, as coisas aconteceram bem rápido”, afirma.

Sua história ganhou espaço na mídia americana, ajudando a promover sua votação. Ao final da competição, ela ficou em primeiro lugar entre 991 candidatas, com uma nota média de 4,39 dada pelos internautas (numa escala de 1 a 5). A modelo que ficou em segundo lugar teve nota média de 3,87.

“Acho que as pessoas precisam parar de agir como se ser bonita e ter um pouco de gordura fossem mutuamente exclusivos. Há muitos homens e mulheres mais pesados no mundo que são extremamente atraentes”, observa Upton.

Para ela, “desde que uma pessoa seja saudável e confiante, um pouco de peso extra não vai esconder esse tipo de beleza verdadeira”.

A BBC Brasil entrou em contato com a American Apparel, mas ainda não obteve resposta.